[Psicriancices]: Trabalhar as Emoções na Terapia da Ansiedade

Psicriancices

ACTIVIDADES NA TERAPIA DA ANSIEDADE – Trabalhar as Emoções

A consciência emocional refere-se à capacidade de perceber, identificar e dar nome aos próprios sentimentos e emoções, assim como os demais.

Dicionário das emoções: Criar um dicionário de emoções é uma óptima forma das crianças aprenderem a distinguir e a nomear as emoções. Uma forma de fazer um dicionário deste tipo é recortando de jornais e revistas imagens que revelem diferentes expressões emocionais. Estas imagens podem colar-se numa folha, anotando-se por baixo as emoções. A criança poderá depois levar o material para casa e mostrá-lo à família!

Material: Folhas, revistas, tesoura e cola.

Participantes: Individual mas também em grupo.

Psicriancices Trabalhar Emoções 03 01

Exemplo de um “Dicionário de Emoções”

Representar os sentimentos: A representação dos sentimentos ou o “teatro dos sentimentos” é outra forma da criança diferenciar as emoções. Esta actividade funciona como uma forma de concretização do que foi aprendido na actividade anterior. Para além disso é uma actividade divertida que as crianças gostam muito de fazer! Nesta actividade o objectivo é representar com a criança diferentes tipos de expressão física das emoções, alternando nos papéis de actor e adivinho.

Material: Cartões com os sentimentos escritos ou representados por uma imagem.

Participantes: Individual mas também.

Psicriancices Trabalhar Emoções 03 02


Exemplo de cartões de sentimentos

O que mexe com as minhas emoções: Termos consciência das nossas emoções dominantes é importante para nos conhecermos e reagirmos a estados sentimentais, quando necessário. Por exemplo, um passo importante para lidarmos com os estados emocionais negativos, é termos consciência deles e das situações que os provocam. Nesta actividade pretende-se encorajar cada jovem a explicar o que acontece em relação aos seus sentimentos em determinadas situações críticas, e até que ponto esses sentimentos lhe são vantajosos ou, pelo contrário, prejudiciais. Começa-se por listar todos os sentimentos que os jovens se consigam lembrar, fazendo corresponder situações que lhes desencadeiam esses sentimentos. Posteriormente, são dadas 16 circunferências em papel representando pedaços de tempo (8 circunferências maiores – 4 vermelhas e 4 azuis – e as outras 8 com metade do diâmetro destas – 4 vermelhas e 4 azuis). Cada jovem vai reflectir sobre os estados emocionais que os acompanham com maior frequência, distribuindo as circunferências pelos diversos sentimentos listados: sempre que sentirem essa emoção como negativa para eles colocam o tempo a vermelho; se, pelo contrário, lhes for uma emoção agradável colocam o tempo a azul. A escolha da dimensão da circunferência, maior ou menor, depende do peso que cada jovem sente que aquela emoção tem nele. É dado um momento para a discussão sobre a distribuição do tempo (por exemplo, quais as emoções positivas/negativas com mais tempo, quais as emoções positivas/negativas com menos tempo etc.).

Material: Folhas e 16 circunferências em papel representando pedaços de tempo (8 circunferências maiores – 4 vermelhas e 4 azuis – e as outras 8 com metade do diâmetro destas – 4 vermelhas e 4 azuis).

Participantes: Individual mas também em grupo.

Psicriancices Trabalhar Emoções 03 03

Exemplo de uma ficha par a actividade “O que mexe com as minhas emoções”

Teresa Marques

Vanessa Russo

As actividades “Dicionário de Emoções” e “ Representar os sentimentos” foram retiradas do livro – Kendall, P., Hedtke, K. A. (2011). O Caderno do Gato Habilidoso. Lisboa: Coisas de ler. A actividade “O que mexe com as minhas emoções” foi retirada do livro – Canha, L. N.; Neves, S. M. (sd) Promoção de Competências Pessoais e Sociais Desenvolvimento de um Modelo Adaptado a Crianças e Jovens com Deficiência – Manual Prático. Odemira: Associação de Paralisia Cerebral de Odemira.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>